• Flávia Alessandra Miketen

Drywall: vantagens e desvantagens

O drywall esta presente no mercado brasileiro a mais de 50 anos. Pode-se caracteriza-lo como: estratégico, funcional e econômico, ganhando gradativamente mais credibilidade em obras de diferentes portes. Nesse artigo iremos falar sobre as vantagens e desvantagens de incluir o drywall em sua construção.

Mas você deve estar se questionando, como isso funciona, não é mesmo?

Para seu melhor entendimento sobre o funcionamento do drywall, iremos explicar como ele é formado:


Do que é formado o drywall?


O Drywall tem sua estrutura composta por perfis metálicos que dão sustentação às chapas de gesso, assim criando uma superfície plana que recebe um tratamento em suas juntas com fita e massa especial.

No Brasil é utilizado mais paredes finas ( pouco mais de 6cm), internas, sem muito grau de complexidade porém no exterior, muitas vezes o drywall chega a espessuras maiores (até 14cm) pela necessidade do uso de paredes termo acústicas, com condimentos como lã de vidro, rocha e pet, amenizando as altas variações de temperaturas, em países da América do Norte e Europa.


Como funciona drywall: esquema de uma parede em drywall.

fonte: vivadecora


Vantagens


Separamos para você algumas vantagens do uso do drywall:

  • É resistente ao fogo;

  • As paredes possuem espessura mais fina, aumentando a área útil do ambiente;

  • É mais fácil a instalação do drywall pois gera menos resíduo de obra, evitando dores de cabeça e o famoso "quebra-quebra", enquanto a alvenaria produz cerca de 20% de resíduo de obra, o drywall produz apenas 5% e seus resíduos são 100% recicláveis;

  • Flexibilidade de layout, as paredes de drywall nos dão liberdade de criar e mudar sempre que a necessidade e a vontade mudem também;

  • Na ocorrência de algum problema nas instalações hidráulicas e elétricas é muito fácil acessa-las para fazer os devidos reparos.

Processo construtivo do drywall.

fonte: Zazama


Desvantagens


Separamos também algumas desvantagens do uso do drywall:

  • Possui baixa resistência a umidade;

  • Recomendado apenas para uso interno;

  • Tem ruptura frágil;

  • Para decorações como quadros e luminárias deve-se fixar próximo as estruturas da parede pois o gesso é mais propenso a rachaduras;

  • Requer mão de obra especializada.


É viável a utilização do drywall quando contratado um profissional de confiança para a instalação do produto e também respeitando as limitações do material. Como toda obra, o investimento deve ser muito bem planejado, sempre que possível buscar o auxilio de um projetista para o melhor aproveitamento do espaço desejado e prevenir gastos desnecessários.

A Engenium traz as melhores soluções que cabem no seu bolso, respeitando as suas vontades e limitações.


Quem escreveu esse blog?








27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo