Sustentável e econômico, as ETEI's são alternativas acessíveis que podem mudar o futuro do plane


Não há duvidas que o ser humano é a espécie que mais influenciou o planeta em todos os tempos, desde a primeira vez que seus ancestrais habitaram o Planeta Terra esse vem sendo modificado, e com o desenvolvimento de tecnologias essas mudanças começaram a tomar rumos sérios, prejudicando as outras espécies que aqui vivem, e até mesmo o próprio ser humano.

A escassez da água no planeta terra é uma das maiores questões de destaque na mídia atual e que geram conflito entre as grandes potências econômicas do mundo e os ambientalistas. Cada vez mais as pessoas se conscientizam sobre o problema e começam a tomar atitudes para reverter esse quadro.

Uma das alternativas adotadas pela população nos últimos anos foram as Estações de Tratamento de Esgoto Individual. Essas estações são mais comuns em regiões do país onde a rede pública de tratamento não chegou, por isso ainda há muito preconceito e receio em relação à água a ser reutilizada. Entretanto, felizmente esse sistema vem se popularizando nas grandes capitais como Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. ​Ademais, as ETEIs são alternativas acessíveis, custando em média R$ 6.000,00 em uma casa de três quartos e cinco moradores. Considerando que 30 à 40% da água das residências é utilizada para fins que não potáveis, adotar esse sistema individual seria excepcional, considerando que a economia chega a 30%.

​As Estações de Tratamento são compostas de 6 dispositivos:

1- Caixa de Gordura: retém os detritos da pia da cozinha, para que apenas a água passe para a ETEI; 2- Caixa de Passagem e Inspeção: reúne toda a água e esgoto vindo da casa (a água que passou pela caixa de gordura, a água do banheiro e de todos os outros canais da casa) 3- Tanque Séptico: onde o esgoto passará um tempo para a sedimentação de materiais mais grossos, que formarão o lodo biológico. 4- Filtro Biológico: é onde realmente acontece o tratamento, a matéria orgânica sofrerá biodegradação, e o líquido passará por uma camada de areia que o tornará puro. 5- Cisterna: após todo o processo de tratamento a água será tratada por cloro, para poder ser utilizada em fins secundários como descargas de banheiro, irrigação de jardins, limpezas, entre outras atividades que não necessitem de água potável.

E aí, o que acha de ajudar o planeta e além de tudo ter uma economia de 30 à 40% nas contas do final do mês? Seja sustentável, o planeta agradece!

Referência: https://goo.gl/X9dBDp


13 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

Endereço:

Campus Uvaranas - Bloco E

Uvaranas, Ponta Grossa - PR, 84030-900